Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!

Senhoras! Elas são

O nosso elo para a vida

Seja sangue

Ou simples assinatura verbal 

Permite me conversar 

Aprender e reconhecer

Sou um escritor grato

Pelo seu poder, e tracos feministas

Vindicado pela sua força 

Espantado pelas suas conquistas

E humilde perante... 

A vossa presença

 

O que faz de mim feliz

É vizualizar tanta energia 

Na tentativa de criar

Um mundo melhor 

Baixo a minha guarda 

E peço aos deuses 

Para compreender, esta coragem 

Esta virtude que só vocês tem

Estas simples, emoções de vida

Que conseguem criar

Que nos unem

Mas sobretudo 

Que nos completam

 

Só vocês conseguem 

Domar o ogre

Lapidar um coração de pedra 

Amolecer um homem frio

Apenas um toque 

Um sorriso, uma atitude

Uma conversa, um olhar

Assim a mãe natureza o quis 

Vocês são o calcanhar de Aquiles 

De qualquer coração 

A gigante sombra ao lado do maior

Dos aventureiros 

Palavras e atitudes 

São o meu gesto preferido 

De demonstrar, carinho

Qual é o vosso mesmo? 

O segredo do prato

Não se partilha, mas para mim

Apenas a vossa presença 

É suficiente, para dominar um

Aprendiz ou até mesmo o veterano. 

 

O prazer de vos escrever

25/03/2019

Quem sou eu? 

Um velho passageiro

Cidadão do mundo inteiro

Criador de fábulas

Que não escreve, por dinheiro

Descobri a escrita 

Num viveiro

Tento sempre, entender primeiro

O como e porque 

Tenho pensamentos sorrateiros 

Dei palavra, de escuteiro, 

Dedicarei a minha vida 

A lutar pelos primeiros

Que a vida infelizmente traiu

Nós somos todos, companheiros

 

O passado muito canta

Mas vai perdendo a confiança 

A alma tá melhor 

Alvejada por esperança 

Que me dá prazer 

E sobretudo me alavanca 

Para saltos maiores

Em constante alternância 

Encontrei a fonte, da saúde seca

Taça a taça ela que encha 

Com lágrimas de um poeta

Preso em uma cerca 

Mas o futuro olha para mim

Com olhos de jasmim

Aponta me o dedo

E diz me, continua assim! 

 

Recuperando, olho à minha volta

Foco me nos

Interesses do sacanas

Que sacrificam a sua alma 

Á procura de matança 

Que nos tiram comida da boca

Para impressionar as joanas

Que um dia tudo mude

E se alcance a mudança 

 

Não rezo por ideologia

Mas conheço a tua dor

És negro como eu

Partilhamos a mesma cor

Jovem perdido olha para mim,

Tu tens valor

Dizem seres fraca pelo gênero 

Eu por ti luto com ardor

És pobre de carteira

Por ti escrevo com amor

Injusticas aqui não tem casa 

Comunica sem temor

A vida é linda, aponta para a flor

Ela nasce vazia, mas explode

Com energia, não desistas da vida

O violino toca magia

 

Que um dia olhe para traz 

E me sinta contente

Que escreva com paixão 

Com chama ardente

Somos todos o futuro

Saudáveis ou doentes

A história continua

Com a raça humana em mente. 

 

Que merda sou eu? 25/03/2019

Is it a pimple, a mark?
Why do I look so bad
Why don't they even seem
To fantasize, being with me
Gloat over my body
Why don't I haunt, their vivid dreams
It's pitch darkness
Wandering alone, at this early age
It only gets worse by the day
You! Take all you want
Make me beatifull and desirable
Shine glory on me, please!
Make me tap dance
Eat, fornicate, enjoy the most Advanced pleasures, this life offers

 

 

Life is great, they write to friends
Working of a matured mind
The best clothes
And companion they
Could've ask for
They best, their own mirror
The splendor is shining
Meat tastes fine!
They scream and proclaim
Oh, what a deviant I was!
Found rich, my passion
Fucking doesn't tire me, it only
Gives me even more appetite
Champagne and... voila!
It's heaven!
Thank you lord! For the kindness
For the opportunity,
For leading the way
I'm in forever debt, i will die a...
Wait! now it's my turn
To read the letter

 

 

Hello there sweet thing
How were the trips? Had fun?
The food you tasted
Was bread for kings, you know
Your lovers, were they good?
You had it all, you bought it all
Only one thing I ask in return
No, not your body
It's decaying, I just need
Your inner, your essence
You called me, I answered
Gave you, the life of a god
Now give me, what I feast on and
Rest, rest, rest now
I'm no evil, old friend
Just a choice you made.

Is it worth it?
21/03/2019 

 

19 Mar, 2019

Arquivada (poema)

É sombrio mesmo

Cenas bizarras

Olhar para o chão, 

Desconfiança ativada

Dizes ser mentira

Mas a mente, está embrulhada

Medo de dias,

Quando ela, foi fustigada 

A princesa falou

Mas não me disse, tudo na cara

Foi na calada, cabeça em baixo

Alma afogada

 

E se fosse a ti? 

Não acharias, irritante? 

Aí a questão se expande 

Sem stress 

Não pussuo, memória de elefante 

Já a anos que oiço, 

Bora lá, corre! Avante! 

A luta dentro da cabeça 

É incessante, 

Os teus traços negativos

São importantes! 

Dão me confiança 

Para não me ver como o único

Covarde e ignorante

 

O chip não funciona? 

Faz reebot, look! 

Não estou à procura de salvação 

Mas sim respeito e razão 

A procura pelo bem

O abraço do nenem

Fez me acreditar

Que em um dia, 

Isto vai tudo passar

Sem emoção eu digo! 

Podes vazar! 

É irónico ver te chorar

Não te preocupes, não é nada novo

Aprende com os erros

Mas fica aqui o apelo

Não magoes o louco. 

A sentença do encarcerado 

Veio em comunicado

Cometeu um pecado

Olhou para o céu 

E roubou um bocado

A fome era tanta

Que ficou ofuscado

Apenas tirou porque 

Estava esfomeado

Realidade de uma política cinica

Que cria no homem

Vida de refugiado

Atentado de furto público! 

Disse o magistrado

Orquestrado não por fome

Mas sim por vaidade

Alguns anos na cadeia

Fruto da minha piedade! 

 

Fodasse! 

 

Pena tenho eu, do Sr Salgado

Abandonou o barco

A conta foi para o estado

Gatuno vestido de fato

Nunca será enclausurado 

Enquanto se tira

Para matar a fome

O banqueiro fica no megafone,

Orgulhoso entra nos edifícios 

Onde não se vê um ford

Agora pergunto! 

Aos Srs do escritório 

Quem é mais gatuno? 

O homem das malas 

Ou o pobre vagabundo? 

Pensem bem, e profundo

Sou um poeta, confuso

Questões sensíveis 

Tato de veludo 

 

Estará o problema na sociedade? 

A ditadura dá saudade? 

Visões nostálgicas 

De uma população

Cheia de vaidade

Compra o que não pode

Acha que essa merda 

É a realidade

Dentro da cidade 

Vejo muita promiscuiedade

Uma estrutura gigante

Que não abraça amizade

Inveja corre rápido

E com muita claridade

Visto de fora tudo parece bem

Mas nas veias, leviandade 

Oh povo meu, quando acordas

Em salvação da nossa liberdade. 

 

O roubo do século 

15/03/2019

 

 

 

 


É complicado padre
Dizem que sou pecador
Mas não me deixam pecar
Sobre os seus olhares atentos
Acusam me de crimes contra deus
Quem foi que atirou
A primeira pedra á meretriz?
Quem a defendeu? padre!
Não me sentei aqui
Pela primeira vez, na minha vida
Para, auto flagelação 

Ou por inocência
Mas sim, porque compreendo!
Compreendo, a sua causa!
Nesta casa não se visualiza pureza
Mas pecados, não existem fiéis
Mas sim desesperados e confusos

 


Você ao abrir me a porta
Refresca a minha alma
Obrigado!
A minha realidade
Não me permite pedir a sua bênção
Mas permite, exprimir
Um sentimento que
Nem lhe deve aquecer, os ouvidos

O da culpa!
E hipocrisia sobre julgamentos!
Entro no seu jogo de fé
Compro o seu rosario
Contribuo para esta casa
Com prazer

 


Estas palavras aquecem me
Eu sei o que sou
Um pregador dogmático
E também sei que compreendes
O meu lugar aqui
Que não seja
Apenas a minha presença
Mas o meu ouvido, que sirva
Para um infeliz, ladrão ou doente
Desabafar e cantar o seu fado
Pois tens a minha involuntária
Bênção, eu sei o que és
É tu até melhor que eu
Sabes quem eu sou
Agora vai, mergulha corpo e alma
Eu aqui continuarei, para entregar
Esperança e propósito
Dentro de 2 mundos, tão diferentes!

O pecador ateu 14/03/2019

 

They said the earth

Dind't move around me

Flowers don't grow, in my presence 

Light is nowhere to be found

They said I, wouldn't make it 

A walking disaster, she commented 

Him? What? No way! 

You can't fix bad! 

They would laugh, hysterically loud

That was the reaction 

From the big majority

 

 

I've been waiting

Comtemplaiining when or even how

Working compulsively

Mastering the trade

A effort to reach, the unreachable 

Touch what they said

It Dindt belong to me

Listen to no one, but myself 

A blank aura revolution 

Was bound to happen

 

They also said

Stop it! You can't! 

Guess what? Fell into deaf ears

The world did move with me

The flowers, just shy... 

The light was dark, becouse

They covered it, yes! yes! 

I fucking realized it

They were the obstacle 

Mirroring personal frustrations 

On me... Not to late fortunately 

I was living, life! Full energy

It wasn't a battle! 

It was the the concept of the word 

Experience! 

Do I wish to look, up on you? No! 

Above? No! To the eyes? You bet! 

I'm your equal, after all brother. 

14/03/2019

 

07 Mar, 2019

Carpe diem (poema)

Irmão tu bebes, celebras a vida

Como o fazes? 

A minha perceção do mundo

É cinzenta, mas tu!

Não contas os dias

Horas ou minutos

Carpe diem, dizes tu

És corajoso, e não tens receios 

Boémio de madrugada

Sossegado e envolto

Em lençóis de dia

 

Pois eu te digo 

O relaxamento, matou o poeta

A realização da crueldade da vida

Levou o filósofo á loucura 

Mas continua, irmão 

Conta me tudo e algo mais

O que estou sonegar 

O que me atrasa

 

Eu oico,

Mas também aprendo!

Sei que todos nós, envelhecemos

Na vida, o presente é agora

O passado? Não se reescreve 

Mas o futuro irmão! 

Nunca te escapas dele 

Queres testar? 

Pois então, desafio te! 

 

Esta garrafa, que vou abrir

Vai servir, um contrato mútuo

Leio te o futuro

E tu me apresentas me

O teu verdadeiro presente... 

Coloco te esse dilema irmão 

Pega no cálice, e bebe comigo 

Só te peco que, com este breve 

Acordo, realizes que tens

De trabalhar e lutar por ti

E testemunhes

O valor de aprendendizagem 

E evolução de carácter 

Aí sim, vais entregar mais de ti

Ao teu futuro. 

 

Carpe diem, 07/03/2019 

Does it hurt? Sorry I can't see it

Is it pure pain? Is it Sharp?

Or a mix of both? 

You think about it everyday? 

Does it change your mood?

Makes you, out of breath? 

Challenges your mind? 

It's probably toxic! I understand

I got the diagnose, your suffering 

A withdrawal of happiness 

 

You live and you learn 

Don't forget that

You are in a competition, life! 

No setback will 

Take you out of your goal 

Foolishness, what they can do 

Discard romance

In the base of self lies, how pitty! 

Their loss, I say

Navigate through out

First give yourself space

 

Do this words, touch you? 

Make it any better? 

It's all a process, a small illness 

The medicine? I can't buy

You won't borrow from me either

You're the only one with it! 

Now reach, reach, for your pocket

Put that lipstick, elevate your aura! 

Fancy a dress maybe? 

Let it go! I want to see that smile 

And I'm sure, you're a winner

In all our eyes, now it's up to you 

Pick the trophy, show it to him(her) 

And give that...

You fucked up smile. 

 

You screwed it. 

06/03/2019

 

03 Mar, 2019

Seriously girl?

 

When will she realize?

Messy hair? I don't care!

No make up?

Lord you're georgeous

Bigger waist? 

You see me complain

Please! Just be my lover 

Be the woman, 

That dared to love me! 

That swore, to take care of me

To heal my pain 

To go through my tough defense

You Looked me, in the eyes 

And screamed! 

You're important! 

I was broken, you made me a man 

I will always remind you, it's my job

You're that girl! That woman! 

 

Blues and tears 

Turned into laugh and joy

The vibe you turn me on

Your class, your scent

Your grasp voice when mad

Your tenderness pitch 

when speaking, your goodness 

And passionate Heart 

Your patience with me

You just bring, the best out of me

I'm in a constant debt

For how you make 

The simple act of love, so plural! 

 

It all combines in our life tale

My story of the underdog

The outcast.. 

The man who thought

Would never find you

For years at night, I would count

Every single star 

I could see in my in my vision

Wondering, will it ever? 

And one day, I saw you and... 

I'm all out of words, you're special 

Just hipnotized by you

And in perpetual love.. 

 

Dedicate this to your lover! 

Pág. 1/2