Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!

New blog! Poetry related, welcome!

Novo blogue! Poesia, bem vindos!

Check:em 👇🏾 👇🏾 👇🏾 👇🏾 Linhaesquerda.blogs.sapo.pt

.

Death hunger and plague

Living hell, you pick the date 

Let's fuck around

Meet me at the gates

Where colors are choosen

Between black and gray 

Fantastic taste! Are those jay's? 

Yeah bought them, a couple days

The illusion that

Products and wealth 

Come from a infinite cell

Where little leprechauns work

Happy and feed

Reality is we're turning into abyss

So i realized, I can't get no peace

While children work for free

Read this please! It's my plead

We need a new government to lead 

Help to end this disgrace 

Love protection and education

The manual of a civilization 

A pen is strong

It doesn't have no limitation 

Let the child read, take her 

Off the street, 

Teach her how to yell

Teach her how to sing

Your silence is absurd

Delivering a painful blow

To an aspiring youth

Now get some balls and grow

Gain conscience with this flow

Errors can be amend

Society can be amend

Stick your head out and stand

For a brighter future 

Where the child command. . 

Hunger 16/07/2019

16 Jul, 2019

De volta ao blogue

Boas malta, estive parado por algum tempo mas voltei, quem já seguia o blogue deve saber que escrevia muito sobre variados assuntos, pois agora dedico me á poesia. Sobre os outros assuntos, está em segredo! Mais tarde vão receber a surpresa. Aqui fica a minha poesia, obrigado. Abraços e Beijinhos a todos!

O monstro apaga as luzes

Na sua mente

Destruição, é uma maneira

De tomar posse

A pele deve enrugar de tanto banho

As lágrimas servem de poção

Diria mais veneno! 

Mas assim fica

Doido sem liberdade

Preso na jaula

Dentro da aura uma luz inacabada

 

Será o sofrimento da carne

O suficiente para absolvição?

Será nosso trabalho, mostrar a luz?

Pois este poeta não sabe

A cada palavra, uma lágrima

A cada dia, uma dor insuportável

Digam me!

Como lidar com o estragado

O sujidade que os traumas vendem

 

Estará a resposta no silêncio?

No conformismo

Ou no simples ato de esquecer?

Estou desorganizado

Não encontro a minha liberdade

A liberdade de perdoar

A liberdade de me 

Perdoar a mim mesmo

Os sonhos são altos

Mas a queda pode ser maior

 

Pois assim me encontro

No dilema de ter que me 

Auto sustentar

Mas viver uma dor

Que não devia ser minha.

 

A triste realidade, 09/05/2019

16 Jul, 2019

Vida minha (poema)

Estou me encontrando

Um processo árduo

Mas gratificante e prazeroso

O meu cosmos 

Sempre emanou energia

Mal eu sabia que era sugada

Por um buraco negro

Na realidade a essência humana 

Que tanto nos vendem 

É puro placebo

Temos culpa em elevar e nos regir

Por esta prescrição fabricada?

A minha caneta treme 

Não de terror 

Mas de excitação, pois a resposta

A este dilema 

Recai sobre nós próprios 

E eu quero! 

Aí se quero! 

Descobrir por mim mesmo

O processo é como

A ignição que acende 

Uma paixão intemporal

Como se realmente 

Conecta um elo 

Sem o inerente desejo 

De sexo banal? 

Vizualizando do topo para baixo certo?

O nosso caminho na vida

É uma viagem com

Bilhete de ida, mas sem a oportunidade de volta

Cada paragem, representa 

A progressão, 

Retira o Polaroid da mala

E tira todas as fotos

Pois elas são as tuas vitórias

As tuas derrotas, o teu Ser! 

Foda se a imortalidade! 

Não a quero

Qual é o ser vivo neste mundo

Que consegue manter um legado

e ainda tenha o coração a bater?

.

 

A cada passo, batida cardíaca 

Excitação e estímulo 

Alcançamos o orgasmico fim

Pois será ele apenas uma etapa? 

Ou a chama ainda arde? 

Eu aqui continuo, calmo e sereno

Aprendendo, pagando amor

Com respeito

Cortejando o infinito

Mesmo sem resposta

.

 

Comboio da vida! 

Acaba de fazer uma breve paragem 

Atenção passageiros! 

Apenas os mais curiosos, aventureiros ou corajosos 

Devem sair para espreitar! 

Bem... É a chamada ao poeta

Vou ver o que me espera. 

Não perco mais nenhuma saida

Não tenho medo, apenas peço 

Uma coisa! 

Oportunidade.

 

Vida minha 14/02/2019 

16 Jul, 2019

Valsa (poema)

Que bom é encontrar

O ouvido quente! A chama! 

Que as dificuldades emanam

São gasolina, como a utilizar?

Bem, fica a nosso critério

Mas a mim dá-me mais forças

Força o meu processo criativo

E oferece cores novas

Que antes estavam escondidas

O mundo não é preto e branco

Todas as energias

Tem o seu proposito

Eu apenas as canalizo para o bem

A verdadeira batalha está ai

A mente sente o impacto

E dilui este golpe estimulante 

Para zonas desconhecidas

Pois não percam tempo à procura

Aceitem como elas são

Divirtam-se no desafio

Coloquem as peças

Nos seus lugares!

Bizarro não? 

Sim, até pode ser! Mas porque não? 

Eles apenas nos desafiam

Para uma dança

Então coloca os pés

No centro gravitacional

E comanda

Ao som do bailado! 

Repete se quiseres, podes até pedir

A mesma valsa

O vinil da vida não risca

Medo? Isso apenas nos coloca

Em lugar de passageiro

Com as pernas bambas

Sobre o controle 

Destes bailarinos atrevidos

Quando alcançares 

O teu sapateado, vais sentir

E realmente compreender

Que o silêncio

É o teu grande inimigo

Não crescemos com tudo ensinado 

Abraça estes deliciosos infortunos

E como os artistas de palco dizem

Muita merda!

 

14/05/2019

Já vou no 5 café 

Isto é tudo escrito sóbrio 

O problema não está na 

Birra, ela apenas puxa o obvio

Contos de histórias com um

Final bem morbido

Se começar a beber

Acho que vou cair no grego

Escrita de um poeta 

Que não encontra o seu espelho

Mundo ao contrário, a cafeína 

Faz me bêbado

E isto tudo começou

Com uma ideia que flutuou 

Ao ler umas páginas 

Destas revistas de cor 

Questionei o seu teor, encontrei 

Putas e putedo, a vida do degredo

A olhar pelo dinheiro facil

Nem escondem o segredo

Maior facilidade que acordar de manhã

ou procurar um emprego

Ser o mau da fita e

Acordar os putos do sossego

Levá-los à escola e rezar 

Pelo seu sucesso

Sou miúdo solteiro

Mas conheço a batalha. 

Não sou livre de falhas

Mas não ignoro as muralhas 

Que ignoram o bairro

E celebram a cidade como glória ! 

De um país lindo e simpático 

Mas com muita escória 

Faz a tua vida, relata a tua história 

A realidade é que 

Existe muita falta de memória.

05/14/2019

 

I'm sorry girl

You were glorious girl

Did I hurt you? did I screw? 

Or fuck up, our story love? 

Meeting you at first time

Was my lottery love

This disappointment, hard lessons

Will always be my Curse

Sunrise! 

Was that my intro though?

Shorty small, with a gleaming tone

First look, took me to 

A different zone

Hard walks of life, made me think 

I was alone, I prayed 

No more love at first sight

Things changed that night

One question

Can you reach to my side?

Sup with that georgeous smile? 

You must think you're too wild

Mind blowing how you 

Have a different style

No bling, just a beautiful vibe

Please, let me come inside

Is you door open? let's socialize

Its the start of a dream life

Let's cook something inside

Interconnections 

that make me smile

Consider me as your new guide

A different world

I will show you, with all my pride.

Stories, 16/05/2019

Warriors with pride

Put the color aside? Fuck no

We African that survived

The wars, famine and the genocide

It's in the blood of the tribe

Getting together and fight

Put the ring on the leader

Ask for advice and deliver

The dreams in the picture! 

A nation of overachiever

.

 

Look them in the eyes now

Pick that bow now

Tie that lace

Don't forget to sharp the blade now

History is not kind

Why do you pray for that guy? 

We're pagans, 100 gods, 

1000 languages 

Dont let it be a lie

.

 

The power of a continent

Clawed by hands 

Of very evil man

What do you expect? 

Neo colonialism at his best 

I just pray that one day

Not very far away

I can rest in my peace 

And see the vessel of Africa

Stand still

New age leaders with skin

Put in your head 

A president can't be a king.

 

 20/05/2019

 

Fuck success! I'm trying my best

In this world

You need to understand 

We are only a guest

Ask me questions

You're only

Getting some answers

This ain't no poetry class

I will show you my class

Fighting demons with an axe

Day dreaming, wondering 

if I can beat this life test

What is your diet for success? 

Big bucks and a wife to undress?

Keep that shit up bro

Sail on that magnificent boat

I'm here surviving

Struggling, eating flesh 

And the bone

I'm fixated in learning the skills

Wait until time passes by

It's gonna be surreal

When you're over the hill

Reach for my hand to stand still

Truth is, when you fall

It's gonna be a wake up call

You're the example that even

The mighty drop

The examples you bring

It's the poetry I drink

Served cold, but clean

Put two drops in the cup

I never drink a Wallace in hot

One more scheme 

That's from the heart

You crush a brother self esteem

When you reach the big scene

Not giving back is your major sin 

You see all of that as a win

But you forget the place your are in

Even if there's brothers that dwell

You close the door, with no help

What kind of fighter are you? 

For the masses you're

Just a product

When things get shaky

Click the reset button

And give reassurance

that you here for us.

.

20/05/2019

 

There's no perfection

Why comment her hair?

There's no perfection

Why criticize her shape?

There's no perfection

Why demonize her thoughts?

When you grow up intellectually

And stop reading magazines

Stop day dreaming about perfection

You'll see, what I saw in her

No long, will turn to, so long

The boat has shipped

You kinda fucked it all up

I won't call you a coward

No I won't, I won't make fun of you

I'm just going to wipe those tears

And hand you a flower

You know why?

It's never to late

It goes for you to sister

You that prioritize garbage 

Over affection 

We all have a expiration date 

Open yourself to new experiences 

Look him as a human

Not meat for fun

. ....one more scotch, please Sir

The faster you get me one

The nicer will be the tab

I'm preaching to the lost souls

The comsumers of fast love

Have you ever seen pettyness? 

I see her everyday, 

We are entangled

Not subconsciously 

But by my own mankind 

I think I had to many... Take this.. And buy something nice

To the person you most love.

The drunk preacher l, 21/05/2019

 

Pág. 1/2