Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!

14 Abr, 2020

Aula

Faço isto por gosto Esquemas abstractos, isso sim dá me gozo Tenta me ler, sou na verdade o teu dono Tens a primazia de escutar, eu de avaliar Escritor de magia Habilitado sem canudos, homem do posto Enigmático para quem gosta Estranho que não se encosta Escreve a rima e posta Audiências aplaudem, outros viram as costas Querem que escreva o que? Sofrimento e derrotas? Arrogância não permite A voz fica grossa, derrame de poemas, complexos sem resposta A vida é curta, a realidade é imposta Ou obedece ou viras um cota Sabedoria é para velhos Nada mais importa Três em um, a mesma cena de sempre Caneta doente, fico feliz escrevendo arte diferente O amor das massas não me deixa indiferente Vou melhorar, a paixão é ardente 5 minutos, o trabalho final é excelente Restam as cortesias, do leitor que não fica indiferente Rimar poesia é um ato indecente. Aula 14/04/2020

Feeling like shit, all disorganized One poem to write That's my only choice Don't drink, won't smoke a joint Fucking up is not a choice Lack of punchlines, rhymes to compensate Love the art, needed to be said High of that coffee, and the cigarette Enemy's come closer, the fuck do I do? Pray for the lord, the only being to rejoice Rejecting guilt made me sane Long ride to hell, now it all makes sense Old enough to grab a beer Young enough to cry this tears The paradigm of life You work till you die, evaluate your own kind They say I'm desperate, can't wait in line Fuck the critics, they corroborate the lies Young kid, asking for shine Precious won't give it out They think I'm a monster The face of the devil, undertaker of Heart's Scary to think, I'm entering a binge Diet of dreams, hungry for gleem Ego of g, cocky as as writer Educated from the riots A day in life, from a adult that plays with fire Poem over, still got desire Look in to the eyes, they're the source of the pain. Try again, 14/04/2020

13 Abr, 2020

Deixa comer

Um pé na casa outro pé na varanda Um pé na rua outro pé na estrada Um olhar para a família Outro para a mesa Um olhar para a estrada Outro para o lixo Um olhar para o futuro Um choro pelo passado Basta Senhor! Porque tanta injustiça? As marcas vêm se aí Senhor A ligação de amigos, a ligação humana Com quem falas? Questionam eles Repletos de ironia, colaborando em conivência estrutural Pois eu falo, para ti! Eu reflito para mim E sonho por nós A dificuldade não é amar A dificuldade não é ter sonhos A dificuldade é mudar A dificuldade é a realização De tentar combater o injusto Em um sistema, que nos joga entre nós. É então? Compreendeste? Deixa comer, 13/04/2020

09 Abr, 2020

O cego

Estou nu a olhar para o céu Que cor linda, o contraste do negro infinito, com as constelações finitas Posso ficar assim a noite toda? Não quero voltar para a cama Os meus sonhos, eles..eles têm cor e vida Mas eu prefiro o preto e o silêncio O mais puro do sombrio Já decidi! Não vou mais dormir . Já encontrei o amor que queria A felicidade que procurava A essência que pesquisava Fogo, realmente foi necessário A metafísica para me dispor da verdade . Não desisto da vida Apenas de a olhar Não desisti da luz Apenas de a acertar Não desisto do mundo, Apenas o quero onde ele se encontra mais belo. No escuro. . O cego, 08/04/2020 #portugal #poema #poesia #poeta #novopost #leiam

09 Abr, 2020

Uma sessão

O poema começou Sem batidas, só caneta O leitor já abraçou Tu falhaste mano, condescendência te matou, eu bem tentei mas tu nunca deste valor Não ouviste, és sonhador Quis te ensinar, aprender Como escrever poemas de amor A arte de pintar, poesia com rigor. Rimas fáceis não dou valor Esquemas fortes são de louvor O conteúdo tem de ser inovador Os putos ouvem tudo, hoje em dia Comercial se misturou, com gente fraca que manipulou Fez disto um jogo para atores Gangsters amadores Eu? Sou criador, um original um pensador Não duvides de quem sou Não digas que o poeta te abandonou. Frustração não pode ser Em cada linha estou a meter Golos Uma dádiva a escrever Arrogância é só de fazer Humildade um prazer, cada criação É feita para qualquer um ler Bem vou voltar aos meus afazeres Escrita pura e dura Olhando o que se vê no mundo Um toque profundo Só assim se faz barulho. Uma sessão, 09/04/2020