Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, com alguns comentários mais cómicos, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

23
Ago18

Aborto


Raf


Boas, mais um tema quente para comentar, por apenas 10 meses de diferença em Fevereiro de 2007 não me pude deslocar ao local de voto para participar no referendo que foi efectuado, onde por uma margem pequena o "sim" ganhou, "a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas dez primeiras semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado". Esta foi a definição da questão que foi a votos.
Não escrevo este texto para levantar poeira ou criar polémica. Mas sim para dar uma voz que não tive na altura à lei que felizmente passou, também quero expor argumentos a leitores que visitam de outros cantos do mundo, onde a interrupção voluntária de gravidez é penalizada no código de lei.
Antes de mais espero que se entenda bem que um feto não é um bebé, especialmente quando falamos das primeiras 12 semanas. É um organismo? nem a própria ciência evoluída chega a consenso. Mas entre as primeiras 24 semanas não tem consciência ou sente dor, a conclusão é publicada em um relatório do Real Colégio de Obstetrícia e Ginecologia britânico.
Posto este argumento de lado, sim! Sou e sempre serei a favor do aborto. O corpo é da mulher, e muitas vezes são decisões tomadas em conjunto com o parceiro. Desde que seja dentro do limite que a lei portuguesa oferece não tenho objecções, em caso de violação, a vida da mulher estar em perigo, a lei pode as proteger. Só válida ainda mais os meus argumentos.
O que tenho lido é que Portugal tem uma das taxas mais baixas da Europa quando se trata da Interrupção da gravidez, números positivos. Quando um bebé nasce do fruto de amor de um casal é especial.
Apenas fica aqui garantido por a República Portuguesa, que as mulheres tem os seus direitos assegurados, consultas com psicólogos, apoio total do SNS. Dado estas garantidas, usem contracepção, para evitar algo indesejado. Por vocês e pela saúde!
Boa tarde.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D