Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, com alguns comentários mais cómicos, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

28
Jul18

Colonialismo para dummys


Raf

 

Porque será que tanta gente comenta que os africanos não vão para a frente economicamente e nas variantes sociais, porque são preguiçosos, não gostam de trabalhar e por estas causas o continente não evolui. Bem, esta é a opiniao de um indivíduo com um grau de inteligência baixo, ou alguém que tenta esconder a sua xenofobia em retórica desonesta.
Levem o titulo do texto com humor, não estou a chamar ninguém de burro. Mas até me dá alguma pena ter que frisar os pontos que vou escrever, pois devia ser senso comum.
Com acesso a tanta informação ainda há pessoas que são tão ignorantes, ou não querem saber a realidade.
Vamos então tentar não fazer isto longo, mas em africa, (vou usar como exemplo a terra dos meus pais) (angola), ou África do Sul etc, antes dos europeus lá chegar já se encontrava com estruturas sociais, impérios como o do famoso Shaka Zulu. Não foi "descoberta" mas sim encontrada, não eram só tribos e tangas. Havia muito mais, foi imposto a uma parte do continente a escravatura e se entregou a designação de colónias aos paises. Isto durou seculos,! sem dúvida um momento negro na história da Europa e Portugal (pois teve muita influência na migração de escravos) .Para os fingidos que demonstram cepticismo, havia escravatura antes dos europeus chegarem? Sim! Mas digam lá se havia barcos a percorrer oceanos em condições desumanas de África para outros cantos do mundo? Havia africanos que vendiam os seus? Sim! Mas comparando o números, dá para contestar que era muito baixo.
Esquecendo as mágoas do passado , e falando do presente vou ser cauteloso. 
Mas a descolonização que Portugal e outras nações orquestraram foi desastrosa, as milícias de guerra não deram tempo? Não vamos ser ingénuos! Em um país onde a estatística de literacia é muito baixa, as pessoas viviam do campo e eram tratadas como cidadãos de segunda, não se pode simplesmente deixar o poder à mão de qualquer um, e lavar as suas no processo. Nas discussões de entrega e paz, sempre houve a possibilidade de acordos bi laterais, sei que o Portugal tinha acabado de sair de uma ditadura, e tinha muito com que se preocupar. Mas se forçaram entrada, não deram nada só tiraram, criando gerações em que muitos não sabiam ler nem escrever. Tinham o dever de ajudar o povo a viver em democracia. Apenas a realidade.
Para terminar, é um continente com muitos recursos e bens valiosos, sustentabilidade própria e o rumo. Uma das grandes prioridades tem de ser a educação que não era permitida pelos colonizadores, e também investimento que não seja apenas para lucro de petróleo e diamantes.
Estou totalmente aberto a discussão, pois admito que há muito que não sei, mas está é parte da minha perspectiva.
Bem haja!

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D