Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog virado para filosofia, consciência política e poesia, escrevo em inglês e português. Tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Bem-vindos.

Linha esquerda

08
Jan19

Crime, Saúde, Economia e desespero por mais


Raf


Boas, sofremos hereditariamente da “chico espertice”, dos nossos últimos governos, é algo que já vem de décadas, mas agora a bolha está arrebentar. Neste exercício vou comentar, em parte temas que estao correlacionados, dado os últimos avanços de propaganda extremista que aos poucos apanha Portugal, desejo apenas entregar algumas formas de pensamento cru, para ser desenvolvido, podem ler aqui o que escrevi alguns meses atras:

https://linhaesquerda.blogs.sapo.pt/a-culpa-e-do-lelo-4485

https://linhaesquerda.blogs.sapo.pt/abonos-e-pensoes-o-que-comentar-9011


O que mudou? Muita coisa, os nossos Heróis de Abril estao a perder a voz, Rui Rio já se dá ao desplante, de mencionar Salazar. Com um tom sarcastico? Não acho, parecia estar a molhar os pés na agua. A retórica inflamatória está aos poucos, a tomar conta do nosso dia a dia, portanto assumo alguma responsabilidade na arrogância, de acreditar, que só “daqui a uns anos” existiria a forte possibilidade de partidos como o PSD,CDS e outras forças, retirar a mascara e mostrar a sua verdadeira cara. Dando voz a uma possível base de voto, como aqui descrevi:

https://linhaesquerda.blogs.sapo.pt/o-futuro-do-extremismo-51161


Pode não ser neste ciclo eleitoral, mas a direita adora cultos de personalidade, e abraça o extremismo com muita facilidade. Basicamente os Sociais Democratas estao a encontrar fissuras, expostas por a elite global que exerce poder e toma as decisões. E como estão a par do verdadeiro desastre que foram as medidas que alimentaram por anos, culminando com a crise. Como pedir votos? Bem pedir desculpa não serve, portanto vamos alimentar uma guerra de classes, para disfarçar os nossos erros pessoais, e modificar o cenário politico, mesmo que venha a nos prejudicar fortemente.


Vamos passar entao para a gasolina que pode ser espalhada, sobre a população. Já aqui fiz questão de mencionar que somos “chico espertos”, não é uma ofensa mas sim o retrato de quem nos governa, para eles o que interessa é encher os bolsos e depois logo se vê.

Vou identificar de maneira muito simples, os fatores que acho importantes para a população. E o que estimula variadas, maneiras de pensar.


Criminalidade: Duarte lima roubou quanto? Não interessa amigos, o telemóvel do Rui foi furtado. Não estou a dar menos relevância a que tipo de crime for, mas normalmente este tipo de delito é entregue ás minorias. O que faz delas os bode expiatórios para os mais abastados.
Por mais egoísta que seja, olhamos para a pequena linha e não a grande corda. Um rouba 10 milhões por dia, dos nossos cofres. Outros tem a maior possibilidade de ser acusados de cometer algum crime mais “leve”, quem sai pior na foto? O negro com tranças ou o Senhor de fato?


Olhar por nós não é errado, mas não vem óbvias disparidades nos crimes que relatei? Um fator de extrema relevância para a guerra de classes, podia utilizar imensos exemplos. Mas fico me por aqui.


Saúde: outro foco importante, os cidadãos não estao a par, pois colocam o direito á saúde como algo garantido. Mas uma forte investida do Privado vem ai, os nossos hospitais estao carentes de obras, funcionários e fundos. Posso utilizar o flagelo Norte Americano, como o apogeu de negligencia estatal sobre a população? Sem me desviar do assunto, um individuo vai ao hospital, espera um bom tempo, é atendido mas por algum motivo sensorial, os movimentos do colega cigano ao lado, e o stress coloca lhes na cabeça que ele obteve prioridade, portanto esquece totalmente que foi atendido, (apesar de admitir que realmente é um bom tempo), e vira os olhos a outro bode expiatório, eles são atendidos mais rapido! Injusto!.


Com esta linha de pensamento, o estado perde sempre, mas atenção a propaganda de “pagar um pouco mais”, para melhor serviço é fácil de manobrar. A classe media cai nesta ideia muito facilmente, ai não encontrarão “ciganos” para nos tirar lugar! Pois a realidade é que apesar de tudo, gasta se muito na saúde, e investimento privado vinha do céu para o estado. As consequências seriam terríveis, quem tem poder financeiro para adquirir seguros de saúde para toda a família? Pois pensem nisto, antes de oferecer carta branca a leis que privatizem a Saúde. Os melhores profissionais deviam estar no publico, mas o estado parece não concordar.


Economia: Amor faltam quantas tranches para pagar o FMI? Com certeza não é essa a conversa que se ouve em uma casa portuguesa, mas sim. Há dinheiro? O estado comparticipa? Vamos parar ai, e entrar no núcleo mais importante de propaganda extremista. Já dizia o famoso cantor “eles comem tudo”, mas…


A ideia que as minorias recebem mais apoios sociais per capita, pode ser verdadeira, (se olharmos sem aprofundar o porque). Mas a raiva que isto transmite é significante, é ai que o extremismo encontra casa confortável. Nos bolsos do cidadão! os impostos? Para onde vão? Já exemplifiquei em um texto a minha opinião sobre este assunto, podem ler em cima, se quiserem. Não mudou a opiniao.
Ficam aqui alguns dos fatores que criam guerras de classe, olhar para o próprio bolso, ser egoísta e não visualizar o grande quadro.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D