Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, com alguns comentários mais cómicos, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

23
Jul18

Democracia em Portugal


Raf

Posso parecer um bocado chato com este assunto, mas vou tentar demonstrar porque é que a nossa democracia não é tão diferente da que alguns criticam, como nos EUA por exemplo. (Atenção não estou a comparar, até porque em dimensões somos uma gota no oceano mas temos mais semelhanças do que pensamos). Tirando de parte o debate de injustiças, policiamento, raças e etc. Em terras de uncle Sam para eleger alguém a um cargo político na grande maioria das vezes (99%),ou se vota democrata ou republicano, por aqui nas maiores patentes políticas temos a hegemonia do PSD e PS. A tal "direita" vs "esquerda" que tantos apregoam. Quando na realidade o PSD é mais centro direita de ideologia central, pois após o 25 de Abril quem teria coragem de formar um partido de direita? Foi uma boa cartada de Francisco Sá Carneiro e os fundadores escolher uma sigla para afastar os fantasmas do facismo . O PS por si representa a esquerda, mas está tão diluído por pressão economica e financiamento privado que não chega aos calcanhares de um partido de esquerda socialista como o BE. Aonde quero chegar com isto? Antes de mais votar é um dever do cidadão, não vamos cair na velha história de que o nosso voto contribui para os bolsos dos partidos, à também a opção do voto nulo ou em branco, mas após uma análise onde encontrei um artigo de um jurista que passo aqui a citar, não faz muita diferença amigos.
"O voto nulo e o voto em branco nem sequer são englobados na percentagem, não contam em termos de eleger ou impedir a eleição de nenhum candidato" o voto nulo não elege ninguém: não ficam cadeiras vazias no Parlamento".
A democracia não é infalível infelizmente mas será que nenhum dos partidos (com ou sem assento no parlamento) vos atrai em algo?.
Para não me estender muito, temos de combater o terrível número de abstenção, e olhar para o futuro com um sorriso. Pois nas últimas 2 legislativas já foi necessário haver coligações entre partidos para governar. Apenas quero quebrar a dependecia das 2 maiores forças. E acredito que podemos, se calhar sou ingénuo. Boa noite!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D