Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

21
Nov18

Hora de mudança


Raf


Boas, hoje vou desenhar a necessidade de voto em uma força politica que promova ideias socio económicas, justas e honestas.
Todos os profissionais, contratados trabalham e descontam para a SS e finanças, esta percentagem é dividida entre inúmeros setores, o que recebemos de rendimentos primários (salario), paga os rendimentos secundários (reformados e pensionistas), como sempre foi feito por gerações.

O problema é que com os salários a estagnar e o numero de pensionistas a crescer, encontrasse um buraco grande nas contas. Se anos atras foi possível encontrar balanco entre cidadãos no ativo e os reformados, agora a SS torna se sobrecarregada.
Pois isto pede mudanças, em politicas e na tentativa de acréscimo da classe media nas urnas de voto. A ideia que a “esquerda” gasta e a direita poupa é ridícula, pede ate sadomasoquismo da parte de alguém com poucas posses votar em politicas, que não os beneficiam de maneira alguma. A memoria não pode ser curta, mudam os atores continua a novela! As principais medidas da clássica “direita” em Portugal, visam privatizações, impostos em escalões mais baixos do IRS e benefícios em legislação para os mais afortunados, estas áreas são a prioridade dos social democratas que se venderam a uma base burguesa e afortunada.

Agora questiono, porque não existe mais forca de votos por parte de partidos denominados de esquerda? Pois se fizermos uma instropeccao , quem luta por direitos socias? Saúde publica e combate ao desemprego? Infelizmente essa base eleitoral, não vota, não tem interesse ou simplesmente ignoram as virtudes e tem como certo os apoios do estado.

Podem ate se sentir enganados pois os nossos governantes tem adotado politicas neo liberais, afastando-se das verdadeiras reformas necessárias, e entao o que podem fazer os pais com menor posses? Confiar no sistema educativo, mas a grande prioridade será sempre a herança cultural que deixam, pois só assim se pode quebrar um ciclo, e esperar um filho com diploma ou maior educação que os progenitores.