Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

27
Nov18

Não fazer nada


Raf

Boas, este post não se trata de um estudo social, mas tenho observado uma nova "trend", que de cómico nada tem. 

Não fazer nada! Sim, não é ciência quântica, simplesmente uma nova forma de desenrasque, a arte do nao fazer nada, simples.
É uma expressão depreciativa, mas encaixa se na realidade que vivemos. O denominado trabalho é descartado e vive se uma vida superficial, onde não se faz nada, no sentido de rodar a economia ou produzir algo.

É simplesmente fastastico assistir. As prioridades são totalmente desvirtuadas, para vazios de explicação difíceis, posso nomear alguns setores que ganhem com isto, mas o estado não será um deles.

Um período de descanso que algumas pessoas encontraram? Aí até compreendo, mas de onde vêm o capital para tanta ostentação? Para a malta jovem, (nos casos mais óbvios) o dinheiro provêm dos pais, mas em outros sinceramente não sei.

Trata se de uma estagnação entre gerações, onde os pais se dedicaram a financiar o ciclo económico toda a vida, e os filhos a não fazer nada.
O novo big bang inexplicável, como se consegue sobreviver intelectualmente, sem nenhum tipo de disciplina em construção de prioridades ou na ética moral que o trabalho nos oferece. Será que encontrei uma nova forma de economia?
Bem não somos todos zombies, graças a Deus!
Apenas uma reflexão mais sarcástica.

4 comentários

Comentar post