Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

04
Dez18

O cigano


Raf

O cigano

Os nómadas da nossa geração, admito ser um pouco ignorante da sua história, mas sinto e capto sentimentos e comentários negativos da parte de pessoas que como eu, não estão a par da sua realidade.

São ainda dos poucos grupos na nossa sociedade, onde não é tabu ou suicídio político atacar de maneira xenofoba.

É injusto retratar uma Etnia de maneira negativa na sua total pluralidade.

Sou basicamente contra generalizações e qualquer tipo de preconceitos propagados na base da totalidade.
Sei do holocausto cigano, dos muitos crimes contra essa população, estará por volta de 600 mil pessoas mortas durante o III reich, vejo portanto como um grupo que tem de ser protegido por ser uma minoria.

A questão de serem tribalistas nas suas vidas e viverem por um código que pode ser considerado, excessivamente conservador, e muito antiquado, não permite absorção das suas verdadeiras qualidades por parte do cidadão comum, qualquer crime cometido por um cigano é expandido para a classe inteira.

Não sou hipócrita, qualquer tipo de piada que tenha como "punchline" um grupo específico, eu posso me rir, pois isto é diversidade e faz parte do nosso dia a dia e escape deste mundo cinzento.

Acredito sim na necessidade de travar alguns estereótipos e demonstrar a minha total discordância e tristeza com a negligência dos nossos serviços socias e a passividade do governo, que adora bode espiatorios, para alimentar o povinho.

Peco desculpa pela mais básica frase, que me reduz ao nível de um ignorante, mas ponham isso na cabeça: existe cigano bom e cigano mau! Tal como em todas as raças e etnias. Já tive bons e maus encontros com todos, tratasse apenas de não fazer juízos de valor precipitados, e não cair na fácil narrativa, de que a culpa é de todos.

3 comentários

Comentar post