Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!

Linha esquerda

Bem Vindos! Blogue de poesia, desfrutem! Welcome! Poetry blog, enjoy your stay!


É complicado padre
Dizem que sou pecador
Mas não me deixam pecar
Sobre os seus olhares atentos
Acusam me de crimes contra deus
Quem foi que atirou
A primeira pedra á meretriz?
Quem a defendeu? padre!
Não me sentei aqui
Pela primeira vez, na minha vida
Para, auto flagelação 

Ou por inocência
Mas sim, porque compreendo!
Compreendo, a sua causa!
Nesta casa não se visualiza pureza
Mas pecados, não existem fiéis
Mas sim desesperados e confusos

 


Você ao abrir me a porta
Refresca a minha alma
Obrigado!
A minha realidade
Não me permite pedir a sua bênção
Mas permite, exprimir
Um sentimento que
Nem lhe deve aquecer, os ouvidos

O da culpa!
E hipocrisia sobre julgamentos!
Entro no seu jogo de fé
Compro o seu rosario
Contribuo para esta casa
Com prazer

 


Estas palavras aquecem me
Eu sei o que sou
Um pregador dogmático
E também sei que compreendes
O meu lugar aqui
Que não seja
Apenas a minha presença
Mas o meu ouvido, que sirva
Para um infeliz, ladrão ou doente
Desabafar e cantar o seu fado
Pois tens a minha involuntária
Bênção, eu sei o que és
É tu até melhor que eu
Sabes quem eu sou
Agora vai, mergulha corpo e alma
Eu aqui continuarei, para entregar
Esperança e propósito
Dentro de 2 mundos, tão diferentes!

O pecador ateu 14/03/2019