Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog virado para filosofia, consciência política e poesia, escrevo em inglês e português. Tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Bem-vindos.

Linha esquerda

31
Dez18

O prólogo para a mudança


Raf


Boas, não me consigo conter e vou ter mesmo de desabafar, como? Com o ultimo texto de reflexão social e económica de 2018.

Portugueses(as), imigrantes e emigrantes, qualquer ser humano, que nutre carinho por este pequeno cantinho ao oceano.
2019 tem de ser o ano da nossa afirmação, as conquistas de 2018 tem de ser entendidas como passado, sem nunca cair na arrogância de as ter como garantidas.

Este texto é dedicado ao 99% de trabalhadores que apenas com o euro milhões, chegariam ao nível de vida e riquezas nefastas da minoria de 1%. A esta pequena minoria apenas desejo bom votos de Ano Novo, nos seus Yates, mansões ou em alguma ilha paradisíaca.

Lusos! quando tiverem as passas na mão, peco que guardem a ultima, e quando o relógio apontar para o novo ano, façam o ultimo desejo para 2019 e pecam mudança. Eu vou fazer o mesmo, mas como desejos não são uma Acão física, neste caso que demandem!

Demandem o combate á corrupção! Demandem o combate á precariedade laboral! Demandem o final da asfixia aos sindicatos!

Eu vejo nos olhos dos Portugueses medos, do patrão despedir, da fabrica fechar, das penhoras dos bancos, da cirurgia não acontecer. Eu vejo nos olhos dos portugueses receios, dos salários baixos, do futuro das crianças, dos cuidados de saúde.

Eu olho ao espelho e também partilho os mesmos medos e receios. Tenho medo de continuarmos na pirâmide injusta, do povo se resignar perante injustiças, da guerra de classes, da propaganda e falta de união. Tenho receio de ver irmãos cair no mesmo erro de escolha no boletim de voto, do status quo perpetrado pelas classes abastadas e da falta de visão para o futuro.

Mas não sou o velho do restelo, não utilizei a palavra “impossível”, quando faco reflexões que requerem tempo, apresento e especulo perguntas, mas não escondo respostas.

2 eleições em 2019, não se deixem levar por ideias de separação e se façam ser ouvidos, apenas façam esta reflexões,  em que estado social estamos? Quem controla a economia? Quem se sobrepõe ao Estado? Quem nos últimos anos tem estado no poder. E para acabar, será mudança necessária?

Vou expor parte do meu pensamento em relação ao que pode mudar.

O cip ou que associação lobista seja está a travar a nossa economia para proveito própio, com táticas de não nos ceder um salario digno, não compramos bens de valor, com o baixo poder de compra afetamos principalmente produtores locais, e não só! Hipotecamos o futuro das nossas crianças, que necessitam de qualidade de vida para evoluir.
E por extensão sao também táticas de medo, não pedimos salários mais altos porque os patrões dizem não ter o capital, mentira! Vamos lá rever premios,salarios e bónus que estao nas suas contas bancarias.

No mesmo pacote entra a precariedade, com o pouco que temos, não existe incentivo de mudar para outro emprego, com o conformismo de que, “pelo menos neste sou efetivo”, o que bloqueia a regeneração da economia, a capacidade de trocar empregos não só beneficia o estado em impostos, como o cidadão que encontra, mais confiança em arriscar, e garante um acesso a bem estar financeiro que promove riqueza a ambos.

Depressão e a guerra de classes! A falta de confiança impede-nos de sonhar mais alto, faz nos olhar para o vizinho de maneira errada. Táticas de divisão! Bodes expiatórios, espelhados nas minorias. Os olhos tem de se destapar e avistar sem propaganda á frente, os bancos e grandes empresas lucram e manipulam de maneira perversa, como se escondem? A culpa é das minorias! Eles são o inimigo.

Propaganda, jornais, tvs, fake news, facebooks! o quê tem todos em comum? São criados não só para distração mas para fomentar ideias, opiniões e noções falsas, uma pesquisa aprofundada e temos 90% dos meios de comunicação comprados e controlados por elites que apenas entre guerras internas, publicitam que o Sr X esta a ser investigado por corrupção.

Com isto tudo, o que digo? Em cima deles!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D