Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

23
Nov18

O que deseja Sra?


Raf


Infelizmente eu por princípios coloco a mulher na lista grupo de risco, entre outros tantos, é triste porque estou a sublinhar um ser humano, muitas vezes em fase adulta. Num mundo mais justo ela se abrangia na emancipação de maioridade que qualquer homem detêm e devia ser um adulto independente de gênero, com tantos direitos e deveres de um cidadão comum. Pois isso não acontece, olhando para as estatísticas o que posso comentar?


O preconceito por género é real, os ataques á liberdade do corpo as pré noções construídas por todos nós, o tratamento em geral, leva me a ter pouca consideração ou até indiferença por vitorias moralistas, de 10% no meio de 90%.


Não é apenas a forca física que nos distingue, isso é um fator importante em casos de agressão claro! mas um individuo que treine artes marciais pode facilmente subjugar outro do mesmo gênero
Em parte desmistifica essa compreensão que o fator físico abrange. Pois muitos dos infelizes ataques á integridade da mulher desprotegida, são feitos psicologicamente ou acabam em desastres de psicopatas com armas de fogo.


A teoria esta no pensamento que se adota e nutre, era de pensar que alguém nascendo do ventre de uma, compreendesse, e o senso comum lhe permitisse fazer o logico raciocínio de proteção e ajuda que vêm da nossa existência humana, infelizmente certos desvios, que são grande parte das vezes, ensinados desde pequenos, levam a cobardia e total falta de discernimento.
Sim, coloco as mulheres no grupo de risco, não literalmente, pois ai estava a contar o relógio biológico da humanidade, mas como um grupo que necessita de apoio externo (nós).

6 comentários

Comentar post