Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, com alguns comentários mais cómicos, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

16
Out18

Orçamento de Estado 2019


Raf


Boas, de volta a assuntos do nosso país presumo que já devem estar a par dos pontos mais importantes do OE de 2019. Começo por dizer que os comentários mais pesados que tanto “importunaram” o sindicato dos patrões no privado, foram um bluff basicamente tratou se de demagogia, pois no OE não vejo grandes mudanças neste setor.

Agora fico contente com as medidas apresentadas? São melhores que o PSD conseguia oferecer? sim! Com certeza, principalmente para os funcionários públicos. Não se trata de um ataque pessoal “it’s all business”.

Pois se pegar no privado é radioativo, a culpa é toda nossa. Sindicatos fracos por falta de adesão, base de voto muito volátil, o verdadeiro premio vai para a choradeira dos que não votam.


Frustrações á parte, vejo que o governo negociou bem com os parceiros, salvaguardando as suas exigências, agora partidos como o BE tem de colher os seus frutos e proteger as condições que exigiram, para passar o OE. Não foi um OE do PS mas sim da coligação.

Quem tem tendências salazaristas pode afirmar que foi tudo conseguido com a austeridade de Passos Coelho, pois ai tem de ser debatidos com factos, apesar do incansável esforço do FMI em exigir mais cortes, a coligação decidiu se por contenção de custos cirúrgica e um modelo macro económico que resultou, não vou me esticar muito neste argumento, mas os dados imparciais vêm a economia crescer sem a pesada austeridade.


Sei que vamos a eleições em pouco tempo, mas por motivos ideológicos não posso patrocinar uma maioria absoluta do PS. Dado o cenário, vejo com bons olhos uma nova parceria de esquerda.
Para finalizar foco-me em algumas medidas e propostas do BE aceites no OE que me tocam pessoalmente. Os aumentos das reformas, o passe de transporte mais acessível, as propinas para os cursos superiores a ter uma baixa significativa, os escalões do IRS sem mudança, manuais até o 12° entre tantos progressos que me afetam o dia a dia e que tem de ser vincados.


Bem, desafio a procurar nos jornais e na imprensa que benefícios ganham com este OE, e escrevam aqui.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D