Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha esquerda

Blog mais virado para a política, tudo feito pelo telemóvel, perdão pelas gaffes. Mas algo para lerem nos transportes públicos ou onde quiserem. Leitura sempre rápida!

Linha esquerda

01
Jan19

Parem de brincar á politica


Raf


Boas neste primeiro post de 2019, vou sem maldade nenhuma, assumir uma posição em relação a recente entrada de movimentos e forças politicas em Portugal. Não vou digitar nomes, mas por interesse li alguns manifestos.

São carregados de demagogia e retorica populista. Muitos destes individuos são alimentadas por puro egoísmo ideológico, alguns até poucos relevantes que por diversos erros, tornaram-se persona non grata nos seus antigos partidos e no caso mais famoso, uma pura birra infantil e total sede de poder, que não alcançou na sua antiga casa.


Podem se questionar se sou antidemocracia, não sou! Apresento-me como anti populismo, e contra a subserviência mascarada aos partidos com maior dimensão.
O que me levou a escrever este texto, (que pode ser mal interpretado), foi visualizar as figuras que comandam estas forcas.

Podem influenciar direta e indiretamente a estabilidade da democracia, são uma diversão que criam “think tanks” ou seja opiniões de cariz negativo a partidos com projetos consumados, que com muito esforço, tentam se impor sobre a hegemonia das últimas décadas.


Já mencionei egoísmo e sede de poder, muitos são apenas satélites de partidos grandes, tentam criam a falsa ilusão de escolha, mas se formos a ver o seu manifesto e membros administrativos, não se tratam de caras novas.

Seria totalmente a favor se não alimentassem falsas promessas, e apresentassem um projeto inovador com caras novas.
Finalizando, acredito haver espaço para quem demonstre um bom projeto, e esteja com intenções positivas, a realidade é que precisamos de mais disto para nos manter saudáveis.

Agora “ancoras” de auxilio propagandista e desejo de participar egoistamente no nosso panorama politico, rejeito!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D